213 540 542 | 961 210 734 geral@palavrasditas.pt
Formador
Nuno Azinheira
Preço
120€*
(pronto pagamento)
ou 2 prestações de 70€
*Preço com IVA incluído
Horas
12 h
Datas
Dias
2ª e 4ª feira
Horário
19h30-22h30
Local
Lisboa
Pré-inscrição
Faça já aqui a sua pré-inscrição sem compromisso.
Nós entramos em contacto consigo.

O seu nome (obrigatório)

Contacto (obrigatório)

O seu email (obrigatório)

Comentário / Dúvida

Objectivos
Perceber a importância do jornalismo nas sociedades contemporâneas, mas entender que os tempos mudaram, o acesso à informação também e com eles os interesses dos públicos. Permitir aos formandos a reflexão sobre os problemas éticos e deontológicos da profissão. Entender os novos modelos de negócio digital: como o clickbaite se tornou moda e como é possível fazê-lo sem desrespeitar o rigor da informação.
Destinatários
Todos os interessados no estudo e na prática do jornalismo, da comunicação e das novas plataformas: estudantes universitários de Jornalismo ou Comunicação; jornalistas, profissionais de comunicação ou simples interessados no processo comunicativo, mesmo que as suas proveniências académicas sejam de outras áreas.
Nota: Todos as formações da Palavras Ditas têm como destinatários o público em geral, não estando a sua inscrição dependente de graus de escolaridade ou áreas de estudos específicas.
Jornalismo, fake news e clickbaits
Conteúdos

Jornalismo: que tempo é este em que todos podem dar notícias?
– O mercado dos média, a concorrência e a produção de informação

As novas formas de aceder à informação e de a fazer
– As redes sociais e a informação instantânea:  tudo a todo o momento

Jornalistas versus produtores de conteúdos:  o que une, o que os separa
– O conteúdo é rei. O interesse público e o interesse do público

Ética e deontologia: Isso existe ou é coisa do passado?
– O Código Deontológico, a verdade e a credibilidade

O rigor jornalístico e o rigor na utilização da língua
– Os principais erros do português
– Como comunicar de forma correta

Fake news: exterminá-las para defender o jornalismo
– As notícias falsas. A necessidade de comprovar.
– A rapidez é inimiga da perfeição?

Clickbaite: praga digital ou um novo nome para o que sempre foi
– Para que serve um título?
– Chamar a atenção do leitor: sempre foi assim
– O modelo de negócio do digital: o click, as pageviews

Exemplos práticos e exercícios em contexto real

Partilhe